• Ali-Po Best carpet and upholstery cleaning in the Algarve
  • Aimcliff Properties Algarve

Vinhos e vinhas do Algarve: quatro DOCs com gamas de excelência

Sabia? Os Portugueses exportam vinho para Roma desde o tempo do Império Romano. 

O vinho português é um dos mais famosos vinhos do mundo, com castas que ombreiam com as de França ou de Itália. Na verdade, Portugal é o sétimo maior produtor de vinho do mundo. Uma posição nada má, tendo em conta a pequena dimensão do país.

O vinho foi trazido para Portugal pelos Gregos, os Romanos, os Fenícios e os Cartagineses, e a gama de vinhos portugueses inclui os famosos vinhos do Porto e da Madeira.

Portugal tem ainda uma série de regiões demarcadas de produção vinícola. Cada região tem uma comissão vitivinícola que supervisiona a qualidade do produto e o Algarve não foge à regra. A plantação de vinha e a produção de vinhos de boa qualidade no sul de Portugal remonta aos tempos da ocupação Árabe no Algarve. A influência árabe na região levou ao cultivo da vinha e, em algumas regiões, à exportação do produto. O vinho continuou a ser uma parte importante da economia do Algarve até meados do século XX, altura em que se tornou impossível gerar os mesmos lucros com a produção de vinhos que os gerados pelo turismo na região. Muitas vinhas foram então abandonadas e a produção dos vinhos algarvios diminuiu. Contudo, no final do século XX, os vinhos do Algarve ganharam novo alento. O negócio da produção de vinhos teve um novo impulso graças à introdução de novas e interessantes castas.

As quatro regiões vitivinícolas do Algarve

O Algarve tem um clima privilegiado para o cultivo da vinha. As uvas adoram a região pelos mesmos motivos que nós: nunca está muito calor, nem muito frio, e têm sempre mais de 3000 horas de sol por ano.

Se já conhece o Algarve, de certeza que já sabe que as principais cidades dão o nome às quatro DOC (Denominação de Origem Controlada) da região algarvia, sendo DOC a mais alta classificação possível nos vinhos. São elas Lagos, Portimão, Lagoa e Tavira. Há uma série de vinhas ao longo destas quatro regiões; algumas são abertas ao público.

Lagos DOC:Escolha Meravista - Monte da Casteleja

Monte Da Casteleja Lagos Algarve

Guillaume Leroux, um francês com raízes portuguesas, ficou fascinado pela magia do vinho desde a sua infância. Aprendeu as técnicas tradicionais de produção de vinhos excelentes no Vale do Douro e, quando o seu avô lhe deixou a sua Quinta em 1992, viu a oportunidade de transformar a sua paixão numa carreira.

Guillaume e a sua mulher, Maria, gerem a vinha do Monte da Casteleja juntos. Usam castas de uvas portuguesas certificadas pela Comissão Vitivinícola Regional Algarvia. Perrum e Arinto são as castas usadas para o branco Monte da Casteleja, sendo Bastardo e Alfrocheiro as castas usadas nos tintos, Monte da Casteleja e Monte da Casteleja Maria. O terreno que não é usado para vinhas destina-se ao cultivo de produtos biológicos.

Mediante marcação, a Quinta Monte da Casteleja realiza provas de vinho, visitas às vinhas e à adega. Há ainda uma loja onde os visitantes podem comprar vinhos e produtos regionais.

Horário de funcionamento: De Segunda a Sábado, das 10:00 às 12:00 e das 15:00 às 18:00. Fecha aos Domingos.

Monte da Casteleja, Sargaçal, 8600-317 Lagos

Tel.: 282 798 408 / 917 829 059 / 917 361 041

[email protected]  www.montedacasteleja.com

Portimão DOC:Escolha Meravista - Quinta do Morgado da Torre

Quinta do Morgado Portimao

A adega do Morgado da Torre foi criada em 1999. Situada mesmo a oeste da cidade de Portimão, num lugar ideal entre as zonas húmidas da Ria de Alvor e a serra de Monchique, é uma das mais antigas e mais prestigiadas vinhas algarvias. A Morgado da Torre já pertence à família Mendes desde 1865 e atualmente consegue produzir 100000 litros de vinho por ano. Numa atitude ousada, no final dos anos 90, o atual dono, João Mendes, passou da tradicional produção de citrinos e uvas de mesa para a produção de vinhos de excelência. Talvez a suave briza do mar que acaricia as uvas enquanto amadurecem tenha contribuído para o sucesso da Adega de mais de 66 hectares de João, que tem produzido vinhos de elevada qualidade desde 1999.

A Quinta de Morgado da Torre realiza visitas guiadas às vinhas e à adega, seguidas de provas de vinhos (mediante reserva). A loja da adega tem produtos locais e vinhos da Quinta.

Horário de funcionamento: De Segunda a Sexta, das 10:00 às 12:30 e das 14:00 às 17:00. Fecha aos Domingos.

Quinta do Morgado da Torre, Sítio da Penina, Alvor, 8500-336 Portimão

Tel.: 282 476 866 / 969 033 243. Email: [email protected]

Lagoa DOC:Escolha Meravista - Quinta da Vinha

A Quinta da Vinha é basicamente um negócio familiar. Situada no concelho de Silves, é propriedade da família Cabrita, cujos vinhos, com o mesmo nome, remontam a 1977.

Foi em 1977 que José André, um vendedor de fruta, comprou a Quinta e começou a cultivar as típicas uvas algarvias e a produzir o seu próprio vinho. Em 1980, o seu filho, José Manuel, assumiu a condução do negócio e trouxe enólogos para acompanhar e aperfeiçoar processo de produção do vinho. Com a ajuda deles, a quinta foi replantada com castas que demonstrariam o potencial do Algarve. Em 2000 e 2001 as videiras foram re-enxertadas (as variedades autóctones foram enxertadas nas já existentes) de Touriga-Nacional, Trincadeira, Aragonez e Castelão.

Em 2007, surgiram o tinto e o rosé Cabrita. Estas novas variedades foram acolhidas com interesse e entusiasmo pelos amantes de vinho em busca de um vinho de qualidade a um preço razoável. Presentemente, a família Cabrita dedica-se a desenvolver um vinho original, na senda do que fizeram os seus antecessores.

O vinho pode ser comprado diretamente à Quinta da Vinha. Os visitantes podem ir à vinha fazer uma prova de vinhos, desde que a marquem com antecedência.

Quinta da Vinha, Sítio da Vala, 8300-032 Silves
Tel.: 282 449 277

Tavira DOC:Escolha Meravista - Quinta dos Correias

A Quinta dos Correias foi comprada pela família Correia durante o reinado da Rainha Dona Maria, no século XVIII, e tem-se mantido na família ao longo dos anos. Situada na Arroteia de Baixo na localidade de Luz de Tavira (município de Tavira), tem as suas encostas suaves viradas para a Ria Formosa.

Em 2000, os Correias plantaram uma nova vinha, introduzindo as castas Castelão, Cabernet-Sauvignon e Touriga-Nacional. Terras da Luz, Terras da Luz Reserva e Fuzeta, vinhos exclusivos de Tavira com grande procura, são feitos na adega adjacente onde, apesar da ajuda de alguma tecnologia moderna, o processo de produção do vinho ainda se baseia em métodos e técnicas tradicionais. 

Infelizmente para os amantes de um bom vinho, a Quinta dos Correias não está aberta ao público.

Quinta dos Correias, Sítio da Arroteia de Baixo, 8800-102 Luz de Tavira
Tel: 918 621 595

Atraindo os turistas

Nos últimos anos, o Algarve tem visto uma série de produtores importantes trazer os seus vinhos para a mesa internacional. Estando a tornar-se uma nova atração turística para a região, muitos produtores estão não só a divulgar os seus vinhos, como também a promover visitas e provas de vinhos, e até a proporcionar alojamento ou estadia.

A Quinta dos Vales é um excelente exemplo de como uma vinha algarvia combinou arte, estilo de vida e alojamento com a produção de vinhos, de modo a atrair um público mais vasto. A Quinta divulga uma “experiência vitivinícola única” que inclui prova de vinhos e visitas guiadas, bem como eventos para empresas, exposições de arte e alugueres de férias.

Situada em Estômbar, Lagoa, vale bem a pena uma visita. Mais pormenores no site.

A Adega do Cantor na Guia é provavelmente a mais conhecida entre os visitantes da região, até porque a vinha foi plantada por Sir Cliff Richard. A gama de vinhos Vida e Onda Nova, ambas produzidas na adega de Sir Cliff estão à venda por todo o Algarve. A Adega do Cantor proporciona visitas guiadas às vinhas e à adega, provas de vinhos orientadas e a oportunidade de comprar os dois tipos de vinho e uma série de outros produtos. Mais informações no site.

Uvas são sinónimo de produção de vinho, mas o vinho também pode ser feito a partir de outros frutos. Tendo em conta a abundância de laranjas no Algarve, muitas das quais não são escoadas, a ideia de criar um vinho de laranja parece bastante lógica. É precisamente isso que Nick Downs está a fazer na sua propriedade em Silves. Este vinho original ainda está em fase de desenvolvimento, mas nós conseguimos imaginar o vinho de laranja à venda nas lojas do Algarve num futuro não muito distante.

No que respeita à produção de vinhos no Algarve, as possibilidades são praticamente infinitas.

Para mais informações sobre o que beber no Algarve, leia os nossos blogues Parte 1 e Parte 2.

 

Artigo fornecido por Meravista

A Meravista é o maior portal de imóveis do mundo dedicado exclusivamente ao Algarve. Trazemos-lhe a mais avançada tecnologia de ponta de pesquisa, tornando muito simples a sua procura pelo imóvel perfeito no Algarve.

Veja mapas, classificados e detalhes das propriedades – tudo ao mesmo tempo
Mais de 300 detalhes padronizados de imóveis
Compare propriedades lado a lado
Grave as suas propriedades e pesquisas preferidas